Todos estão a meu redor e eu vejo-os...mas não os sinto.

Terça-feira, 19 de Outubro de 2010

 

 

Eu.

Numa redoma transparente.

Vejo mas não sinto nem ouço.

 

Os outros em meu redor.

Não se calam.

Não param.

Não desaparecem.

 

Eu.

Na minha redoma transparente.

De onde vejo as barbaridades.

De onde odeio e receio.

De onde nada sinto porque não me deixo tocar.

 

CALA-TE. CALA-TE.

Por muito que berres.

Eu.

Na minha redoma transparente.

Não te ouço.

 

Aqui sou invisível.

Tão transparente quanto a minha redoma.

Quando respiro fica baça.

Quando gelo fica fria.

Quando morro.

É o meu caixão.

 

Eu.

Na minha redoma transparente.

Na minha alma dura, fria e invisível.

Eu.

Morri.

 

sinto-me:
música: No speech - Guano Apes
publicado por marisa.moreno às 22:39
link do post | comentar | | | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


arquivos
2014

2013

2012

2011

2010

blogs SAPO


Universidade de Aveiro